03/06/2018 - 16:46 | Assessoria de Imprensa da CBAt

Etíopes dominam Maratona Caixa Cidade do Rio de Janeiro

Fonte: CBAt

Mirela Saturnino (Divulgação)
São Paulo - Os etíopes Mersimov Niguse Alem e Zinash Estifo Banetirga venceram a 16ª edição da Maratona Caixa da Cidade do Rio de Janeiro, disputada na manhã deste domingo (dia 3), com largada na Praça Tim Maia, na Praia do Pontal, e chegada 42,195 km depois no Aterro do Flamengo. A prova teve Selo Ouro e Permit 10/2018, outorgados pela Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt).

Mersimov completou o percurso em 2:18:41, seguido pelo queniano Nicolas Kicpkorir, com 2:18:59. Gilmar Silvestre Lopes (Cruzeiro) ficou em terceiro lugar, com 2:21:01.

No feminino, a pernambucana Mirela Saturnino cruzou a linha de chegada, na segunda colocação depois de conquistar o 5º, o 3º e o 2º lugares nas últimas edições da Maratona do Rio.

"Fiquei muito honrado de competir aqui. Nunca tinha saído do meu país até vir para cá. Gostei muito da cultura do Rio e do clima. O visual é muito bonito. Só não esperava as duas subidas do percurso", afirmou Mersimov, com a timidez típica dos novatos.

Ao todo, a maior corrida da América Latina levou 38 mil pessoas para a orla carioca neste fim de semana, em provas de 42,195 km, 21,1km, 10 km, 6 km, percurso infantil e o Desafio Cidade Maravilhosa (21 km + 42 km), além de atrações musicais e food trucks.

Atleta mais bem colocada do Brasil, a pernambucana Mirela Saturnino de Andrade destacou a importância do apoio dos torcedores. "A natureza, o ar, as pessoas gritando e vibrando, isso faz toda diferença. Você se sente lá no alto. Estava me sentindo ótima até o quilômetro 30. Quando chega ali, fica mais difícil. Vem dor no pé, na patela, e a gente tem que lutar contra as feridas. Estou feliz porque dei meu melhor", disse Mirela, que disputou a prova pela quarta vez e em todas foi ao pódio, com um quinto lugar, um terceiro lugar, um vice-campeonato em 2017 e outro este ano.

No masculino, o brasileiro mais bem colocado foi o mineiro Gilmar Silvestre Lopes, terceiro lugar (2:21:01), logo à frente de seu irmão gêmeo Gilberto, quarto colocado com 2:21:55. "A gente treina muito para chegar ao pódio. Corri no bloco da frente o tempo todo, junto com os africanos. No quilômetro 30 tentei sair, mas os africanos corresponderam e não consegui me aproximar nos últimos dois quilômetros. Já estava muito esgotado", afirmou Gilmar.

Pódios

Masculino

1-Mersimov Niguse Alem (Nova Flor/Etiópia) - 2:18:41
2-Nicolas Kipckorir Chelimo (Luasa Sports Caixa/Quênia - 2:18:59
3-Gilmar Silvestre Lopes (Cruzeiro/Brasil) - 2:21:01
4-Gilberto Silvestre Lopes (Pé de Vento-Petróplis/Brasil) - 2:21:55
5-Valdir Sergio de Oliveira (Cruzeiro/Brasil) - 2:22:54

Feminino
1-Zinash Estifo Banetirga (Nova Flor/Etiópia) - 2:41:40
2-Mirela Saturnino de Andrade (Projeto Campeão/Brasil) - 2:42:26
3-Priscilla Lorchima (Luasa Sports Caixa/Quênia) - 2:44:02
4-Roselaine Benitis (Vasco da Gama/Brasil) - 2:46:35
5-Marcela Cristina Cordeiro (Cruzeiro/Argentina) - 2:47:52

A Confederação Brasileira de Atletismo tem o patrocínio da Caixa, a Patrocinadora Oficial do Atletismo Brasileiro.