Navegação: Início | Notícias

Erica confirma favoritismo e leva ouro nos 20 km

10|03|2018 - 16:30 | Assessoria de Imprensa da CBAt

Fonte: CBAt

Erica e Nair Rosa (Aércio Oliveira/CBAt)
Clique na Imagem para Ampliar
São Paulo - A pernambucana Erica Rocha de Sena confirmou seu favoritismo e conquistou a medalha de ouro dos 20 km do Campeonato Sul-Americano de Marcha Atlética, disputado na cidade de Sucúa, na região amazônica do Equador. A brasileira, quarta colocada no Mundial de Londres 2017, completou as 10 voltas no circuito de 2 km na Avenida Oriental em 1:30:22, ratificando sua participação no Campeonato Mundial de Marcha de Taicang, nos dias 5 e 6 de maio, na China.

Medalha de prata na etapa de Monterrey, no México, da IAAF Race Walking Challenge, no último dia 24, a recordista sul-americana mantém-se em grande forma para a temporada 2018. O seu próximo objetivo é o Grande Prêmio de Rio Maior, de Portugal, no dia 7 de abril.

A equatoriana Paola Bibiana ficou com a medalha de prata, com 1:30:37, seguida da peruana Kimberly Garcia, com 1:32:48. Elianay Santana, do Brasil, terminou em 11º lugar, com 1:41:15, seguida de Viviane Santana Lyra, com 1:42:39.

Por equipes, o Brasil subiu ao pódio, com o terceiro lugar, somando 24 pontos. O Peru foi o campeão, com 19, e a Colômbia ficou em segundo, com 22 pontos.

Nos 50 km feminino, a catarinense Nair da Rosa ficou com a medalha de bronze, com 4:38:48, melhorando o recorde brasileiro, que era dela mesma, com 4:39:28. A equatoriana Magaly Beatriz ganhou o ouro e estabeleceu o novo recorde sul-americano, com 4:19:43. Johanna Ordañez, também do Equador, ficou com a prata, com 4:28:58. A marca de Nair é índice para o Mundial de Taicang. A marca exigida é de 4:39:00.

Nos 20 km masculino, Andrés Chocho foi o campeão, liderando a forte equipe do Equador. Marido de Erica Sena, ele fez uma prova excelente. Os brasileiros terminaram na 10ª colocação, com Moacir Zimmermann, com 1:30:44, 12º Lucas Mazzo, com 1:31:28, e 14º Max Batista Santos, com 1:35:43. Por equipe, o Brasil ficou na quarta colocação.

Nos 50 km, o catarinense José Alessandro Bagio abandonou a competição. O ouro ficou com o colombiano James Aurélio Rendon, com 4:03:42.

Na categoria sub-18, em 5 km, Gabriela de Souza Muniz ficou em 10º lugar, com 27:31. A equatoriana Villalva Belén foi a campeã, com 25:00. No sub-20, em 10 km, Laryssa Fernanda Frois terminou em 11º, com 55:08. enquanto Elica de Oliveira Costa ficou em 14º, com 58:16. Glenda Morejón Quiñonez, do Equador, levou ouro, com 46:53.

No masculino, Matheus Gabriel Correa terminou em quarto lugar nos 10 km da categoria Sub-20, com 46:01. Já Murilo Coutinho Ribeiro ficou em 15º, com 52:17. O campeão foi o equatoriano Alexander Hurtado, com 41:53.

Kauan da Silva Domingues, nos 10 km, do Sub-18, não completou a prova, vencida pelo equatoriano Oscar Patin, com 45:16.

O Brasil disputou o Sul-Americano de Marcha Atlética 2018 com recursos do Programa CAIXA de Seleções, da CBAt.

 

Contato | Links | Mapa do Site | Publicidade

© Copyright 2002-2010, CBAt - Todos os direitos Reservados

Rua Jorge Chammas, 310 - Vila Mariana - São Paulo - SP - CEP: 04.016-070
Telefone: (011) 5908-7488
- E-mail: cbat@cbat.org.br

Desenvolvido por: Neo Competição