SUB-20

Quatro campeões são definidos na primeira etapa

Assessoria de Comunicação

21 de setembro

Bragança Paulista – O Campeonato Brasileiro Prevent Senior Sports de Atletismo Sub-20 começou na manhã desta sexta-feira (21/5), com quatro finais, no Centro Nacional de Desenvolvimento do Atletismo (CNDA), na cidade de Bragança Paulista (SP). Um dos destaques foi a baiana Nubia de Oliveira Silva (APA-PE), que venceu os 3.000 m, com 10:09.07, índice para o Campeonato Pan-Americano Sub-20 de Santiago, no Chile, em outubro.

“Fiz uma prova tática e arranquei só nos últimos 100 m”, contou Nubia, treinada por Antônio Ferreira Bonfim Filho, o Ferreirinha, em Jaguarari (BA), e que há quatro meses defende a APA, clube do sertão pernambucano. “Fiquei muito feliz com o resultado”, completou a atleta, campeã brasileira de cross country sub-20 no ano passado e nona colocada na Copa Pan-Americana da modalidade, disputada em 2020 em Victoria, no Canadá.

Gabriela de Freitas Tardivo (IPEC-PR) liderou quase toda a prova. Líder do Ranking Brasileiro Sub-20, com 10:02.99, ela acabou superada nos últimos metros e completou a distância em 10:10.71 em segundo lugar. “Estou aborrecida. O objetivo era o primeiro lugar”, disse Gabriela, que corre ainda no domingo (23/5) a final dos 3.000 m com obstáculos. “É uma prova que gosto bastante”, resumiu. Francielly da Silva Marcondes (Barra do Garças (MT) ficou em terceiro, com 10:31.43.

Nos 3.000 m masculino, Vinícius de Carvalho Alves (Orcampi-SP) foi o vencedor, com 8:36.71, novo recorde do Campeonato. O anterior era de Peterson Santos Ribeiro (Barra do Garças-MT), com 8:43.87, desde o ano passado. Peterson acabou em segundo lugar nesta sexta-feira, com 8:47.50, seguido de Maximino Kunen Junior (Balneário Camboriú-SC), com 8:51.39.

“Fiquei muito feliz com a vitória e com a minha estratégia de prova. Deixei para sair nas últimas quatro voltas para ganhar certa distância e não correr risco de perder na chegada”, comentou Vinícius, contente por ter somado mais pontos para a Orcampi e animado para a final dos 3.000 m com obstáculos, no domingo.

Quem também estava feliz era Marcos Roberto de Oliveira Lopes (APCEF-MG), ouro no lançamento do martelo, com 59,43 m, recorde pessoal. O anterior era de 59,20 m. Com o resultado, o atleta de 18 anos garantiu o bicampeonato da competição.

“Fiquei contente com a vitória, mas continuo focado em garantir vaga no Campeonato Pan-Americano Sub-20”, concluiu o filho da ex-lançadora Roberta de Oliveira, referindo-se ao índice de 66.38 m. Heber de Lima Santos (IPEC-PR) levou a medalha de prata, com 57,26 m, seguido de Leanderson Ferreira Cardoso (Sogipa-RS), com 55,08 m.

No salto em altura, depois de bater na trave várias vezes, Eron Maciel de Araújo (APA-SP) pôde comemorar a medalha de ouro. Em venceu com 2,00 m e depois ainda tentou ultrapassar 2,06 m, sem sucesso. Filho de Eronilde Araújo, tricampeão pan-americano dos 400 m com barreiras, ele sonha em ter tmbém uma carreira de sucesso. “Gosto muito do salto em altura e tenho certeza de que posso evoluir muito ainda. Quero passar ainda este ano dos 2,10 m e é para o Pan do Chile”, comentou o atleta, de apenas 16 anos. “Antes eu fazia provas combinadas, mas quero me dedicar ao altura mesmo.”

Renan Correa de Lima Gallina AA Maringá-PR) terminou na segunda colocação, com 1,95 m. Roger Mateus de Almeida Alves (SESI-SP) ficou na terceira posição, com 1,92 m.

Sem a presença de público por causa das restrições impostas pela pandemia do coronavírus, os fãs do esporte poderão acompanhar o desempenho dos novos talentos na competição ao vivo pelo Canal Atletismo da TVNSports: ASSISTA AQUI

A competição, que termina domingo (23/5), prossegue na tarde desta sexta-feira, com mais sete finais.

Ao todo, o torneio reúne cerca de 650 atletas de 123 clubes, de 22 Estados e do Distrito Federal e tem suas normas adaptadas para o atendimento aos protocolos de enfrentamento da pandemia da COVID-19. Está havendo medição da temperatura corporal pré-participação e a realização de teste de COVID-19 em casos suspeitos. E também o uso obrigatório de máscaras, a disponibilidade de álcool em gel, limpeza de implementos, distanciamento entre atletas na câmara de chamada, distanciamento entre os treinadores no momento das provas de seus atletas e a cerimônia de premiação diferenciada (os que forem ao pódio pegam as próprias medalhas), entre outros procedimentos.

Mais informações como programa horário, atletas participantes e resultados podem ser acessadas no hotsite da competição: CLIQUE AQUI

A competição tem apoio do Comitê Brasileiro de Clubes (CBC) que desenvolve o Programa de Formação de Atletas juntamente aos clubes integrados e ENADs (https://cbclubes.org.br/).

A Prevent Senior Sports é patrocinadora do atletismo brasileiro para a entidade gestora do esporte e os atletas brasileiros, visando a saúde integral dos indivíduos e apoio às competições.

Realização

Apoio

Patrocínio

Apoio Institucional