Brasileiros Sub-23

EM BRAGANÇA

Orcampi conquista o título do Brasileiro Sub-23

Assessoria de Comunicação

18 de dezembro

Bragança Paulista – Depois de vencer nas categorias sub-20 e sub-18 e de ser vice-campeã do Troféu Brasil, a Orcampi, de Campinas, conquistou na tarde desta sexta-feira (18/12) o título do Campeonato Brasileiro Caixa Sub-23 de Atletismo, disputado no Centro Nacional de Desenvolvimento do Atletismo (CNDA), em Bragança Paulista (SP).

A equipe somou 213 pontos na classificação geral após dois dias de competição, que fechou o calendário da Confederação Brasileira de Atletismo de 2020. Foi campeã da categoria feminina, com 147 pontos e terminou em terceiro na masculina, com 66.

O Projeto Atletismo Campeão, de Pernambuco, foi vice-campeão no geral, com 174 pontos, no masculino (71) e no feminino (103), numa campanha brilhante. Já o SESI-SP confirmou seu favoritismo ao vencer a categoria masculina, com 116 pontos, ficando em terceiro no geral, com 146 pontos.

A competição reuniu 431 atletas de 89 clubes de 19 Estados e do Distrito Federal. Nada menos do que 78 clubes marcaram pontos na classificação geral.

“Foi a cereja do bolo esse terceiro título. Justifica o trabalho num ano de tantas incertezas. Mas o título é mérito dos atletas, treinadores, integrantes das comissões, de uma equipe coesa, que somou pontos em todas as provas. Um atleta sozinho não ganha campeonato”, comemorou Alex Lopes, da Orcampi.

Abraão Nascimento, do Projeto Atletismo Campeão, mostrou-se muito feliz com a campanha da equipe. “Podemos dizer que somos a segunda força do atletismo brasileiro. É muito gratificante. Foi muito difícil, mas todo o esforço foi recompensado”, disse o treinador, que foi ao pódio com a bandeira de Pernambuco e comemorou bastante a classificação.

No quadro de medalhas por Estados, São Paulo subiu 53 vezes no pódio, com 24 ouros, 12 pratas e 17 bronzes. Pernambuco ficou na segunda posição, com 13 (7, 5 e 1), seguido de Mato Grosso, com 9 (3, 2 e 4).

Os melhores – Em votação feita pela comissão eleita, na quarta-feira (16/12) na reunião virtual que substituiu o Congresso Técnico, Felipe Bardi dos Santos (SESI), campeão e novo recordista do torneio nos 100 m, com 10.12 (1.0), e Ana Carolina Azevedo (Orcampi), campeã e recordista dos 100 m, com 11.33 (0.8), dos 200 m, com 23.08 (0.1) foram considerados os melhores atletas da competição. Ana Carolina ainda integrou os revezamentos campeões do 4x100 m e do 4x400 m.

Por causa da crise sanitária, causada pela pandemia da COVID-19, a competição seguiu vários protocolos sanitários durante o torneio, como o uso obrigatório de máscaras (com exceção nas provas), a disponibilização de álcool em gel, e o distanciamento na câmara de chamada, no pódio e no setor da arquibancada reservado para os treinadores.

Para o presidente do Conselho de Administração da CBAt, Warlindo Carneiro da Silva Filho, o término da temporada foi especial. “Somos abençoados por fechar o ano dessa forma, depois de tanta ansiedade e trabalho para fazer o calendário em 50 dias. É uma satisfação ímpar ver resultados tão bons dessa geração. Essa é uma prova de que a gente torce e trabalha pelo sucesso do atletismo brasileiro”, comentou.

http://cbat.org.br/novo/competicoes/brasileiro_sub23/2020/index.php#

A Caixa é a Patrocinadora Oficial do Atletismo Brasileiro.