GP BRASIL - NOTÍCIAS

COM TEVÊ

Brasileiros são atração no GP Brasil Caixa

Assessoria de Comunicação

4 de dezembro

Bragança Paulista - O Grande Prêmio Brasil Caixa de Atletismo, etapa do World Atletics Continental Tour, neste domingo (6/12), reunirá vários destaques na pista do Centro Olímpico de Treinamento e Pesquisa (COTP), em São Paulo, começando pelos brasileiros. Estão confirmados, por exemplo, Darlan Romani (recordista sul-americano do peso e quarto do mundo em 2019), Paulo André de Oliveira (100 m), Eduardo de Deus (110 m com barreiras), Alexsandro Melo (triplo), Augusto Dutra (vara) e Vitória Rosa (100 m), todos qualificados para a Olimpíada de Tóquio, em 2021.

"A expectativa é tentar fazer o melhor, apesar de todas as dificuldades enfrentadas este ano com a pandemia, que atrapalhou treinos, adiou e cancelou competições”, comentou Darlan, de 29 anos, campeão sul-americano e pan-americano.

Tricampeão dos 100 m do Troféu Brasil, Paulo André ocupa o terceiro lugar no ranking sul-americano de todos os tempos, com 10.02 (-0.3), obtido em 2018 em Bragança Paulista e ratificado em 2019 em Azusa, Estados Unidos.

Por causa da pandemia da COVID-19, Paulo André não competiu ainda este ano. Manteve-se em treinamento e vai estrear na temporada. “Não pudemos fazer uma preparação específica para o GP este ano e ele vai correr como puder”, disse o pai e treinador Carlos Camilo, ex-velocista.

Augusto Dutra, campeão sul-americano, também lamentou o ano difícil. "Estou voltando a me reencontrar nos treinos, depois de tantos problemas na temporada. Não espero marcas tão expressivas e acredito que o que acontecer será muito bem-vindo", comentou.

Entre outras atrações estão Rodrigo Nascimento (100 m), Altobeli Santos da Silva (3.000 m com obstáculos), Rosangela Santos (100 m), Keila Costa (distância) e Núbia Soares (triplo).

Entre as estrangeiras, chamam a atenção a equatoriana Angela Tenório (ex-recordista sul-americana dos 100 m, com 10.99), a norte-americana Evonne Britton (12.78 nos 100 m com barreiras), as colombianas Yennifer Padilla (ouro nos 400 m no Pan de Guadalajara) e Valeria Cabezas Caracas (ouro nos 400 m com barreiras nos Jogos Olímpicos da Juventude, em Buenos Aires), a queniana Roseline Chpkurui (tem 9:08:23 nos 3.000 m com obstáculos), a cubana Liuba Maria Zaldivar (desde o ano passado compete pelo Equador e tem o recorde pessoal de 14,51 m), e a portuguesa Auriol Dongno (arremessou 19,53 m este ano no peso), entre outras.

No masculino, destacam-se o turco Emre Zafer Barnes (10.08 nos 100 m), o colombiano Fanor Escobar (13.56 nos 110 m com barreiras), o queniano Wilberforce Kones (8:22:55 nos 3.000 m com obstáculos), o argentino Germán Chiaraviglio (5,75 m no salto com vara) e o chileno Daniel Piñeda (8,08 m no distância), também entre outros.

Todos os estrangeiros terão de fazer o teste PCR neste sábado (5/12) para a detecção do novo coronavírus, seguindo os protocolos de saúde. O uso de máscara só não será obrigatório durante a competição, mesmo assim nos intervalos das provas de campo, por exemplo, todos devem usar a proteção.

Os fãs do atletismo poderão acompanhar as disputas ao vivo de duas maneiras: pelo canal a cabo BandSports, que normalmente exibe competições da Liga Diamante, o principal circuito da World Athletics, ou pela internet no Canal Atletismo da TVNSports no link: 
https://canalatletismo.tvnsports.com.br/

Histórico, tabela de recordes e programa-horário, com lista de participantes de cada prova, estão disponíveis no minisite do evento.

GP BRASIL CAIXA DE ATLETISMO

O GP Brasil Caixa de Atletismo é uma realização da Confederação Brasileira de Atletismo, com patrocínio da Caixa.

A Caixa é a Patrocinadora Oficial do Atletismo Brasileiro.