SUCESSO

Lições de vida marcam a Taça Brasil Máster Loterias Caixa

Rolim, campeão do martelete, prova do máster (Foto: Wagner Carmo/CBAt)

Competição reuniu mais de 600 atletas de 30 a 93 anos no sábado e domingo em Bragança Paulista. José Odorico Rolim, de 77, depois de três AVCs, venceu as provas do lançamento do dardo, do martelo e do martelete na categoria 75+

Bragança Paulista – A Taça Brasil Loterias Caixa de Atletismo terminou na tarde deste domingo (21/11), com mais lições de vida, no Estádio do Centro Nacional Loterias Caixa de Desenvolvimento do Atletismo, na cidade de Bragança Paulista (SP). O paulista José Odorico Rolim (ANASP), de 77 anos, deixou a competição com três medalhas de ouro na categoria 75+: martelo, martelete e dardo.



Nadador desde os 14 anos, ele passou a fazer biatlo e triatlo. Em 1992, começou na marcha atlética, especialidade em que foi campeão brasileiro, sul-americano e mundial máster. Há 15 anos, ele sofreu três AVCs – num espaço curto de tempo - e foi orientado a não fazer mais provas de esforço contínuo. “Foi aí que optei pelos lançamentos. Adoro treinar e competir. Gosto muito de vencer e principalmente da confraternização entre os atletas”, comentou Rolim, logo após obter a marca de 11,70 m no martelete, um equipamento que no Brasil só é utilizado na categoria máster.



O martelete é muito usado em competições universitárias em pista coberta nos Estados Unidos. Uma espécie de peso que é lançado com a ajuda de suporte de 41 cm. O peso do equipamento varia de 5,45 a 15,88 kg, dependendo de cada categoria por idade. Para realizar a prova, o presidente da Associação Atlética Veteranos de São Paulo (AAVSP), Batista Ferreira Haddad, emprestou os marteletes para a organização, já que na CBAt não tem essa especialidade.



No martelo, Rolim venceu com a marca de 27,42 m, enquanto no dardo o seu resultado foi de 26,28 m. “Treino quatro vezes por semana na região do Obelisco do Ibirapuera e duas em minha casa, com aparelhos que construí”, disse o atleta, nascido em 12 de fevereiro de 1944, em Piracicaba.



A Agremiação dos Nikkeis de Atletismo de São Paulo (ANASP) foi a campeã por pontos da Taça Brasil Máster no masculino (531), feminino (286) e geral (817 pontos). A CMC UCA foi a vice-campeã nas três categorias (438, 181 e 619, respectivamente). Já a CF2V/ABM ficou em terceiro no masculino (384) e no geral (497). No feminino, a APRAM terminou na terceira colocação (167 pontos).



Para o presidente do Conselho de Administração da CBAt, Wlamir Motta Campos, a primeira edição da competição foi um sucesso. “Recebemos feedback muitos positivos. Tanto isso que a 2ª Taça Brasil Máster Loterias Caixa vai entrar em nosso calendário de 2022. Assistimos nesses dois dias muitas lições de vida”, comentou. “Outra coisa foi a extrema generosidade dos competidores e familiares. Nunca recebemos tanta doação de alimentos não-perecíveis, que serão doados.”



Mais informações, como programa horário, participantes e resultados completos. CLIQUE AQUI



A NewOn é patrocinadora do atletismo brasileiro para a saúde integral dos atletas e apoio às competições.



As Loterias Caixa são a patrocinadora máster do atletismo brasileiro.