FERAt

Atletismo do Rio oficializa vínculo ao sistema federativo

Robson Maia e Wlamir Motta Campos assinam contrato no Rio (Foto: Divulgação/CBAt)

A Federação Estadual Rio de Atletismo (FERAt) assume a gestão do esporte no Estado e organiza sua primeira competição no dia 29 de janeiro, um 'ensaio' para os Estaduais na reconexão com o atletismo nacional

Bragança Paulista - A Federação Estadual Rio de Atletismo (FERAt) e a Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) formalizaram a entrada da entidade no sistema federativo nacional. O presidente do Conselho de Administração da CBAt, Wlamir Motta Campos, e o presidente da FERAt, Robson Maia, assinaram o contrato de filiação nesta sexta-feira (21/1), no Rio de Janeiro, tendo como testemunhas o advogado Marcelo Franklin e Michelle Barreto, consultora técnica da nova federação e diretora técnica do Centro de Treinamento de Deodoro (CTDEO), na Vila Militar, local que será a sede da entidade.



A FERAt, agora a responsável pela gestão do atletismo no Rio, passa a receber recursos imediatamente. Em contrapartida, terá de organizar o calendário de 2022 do atletismo no Rio. Por contrato, a FERAt receberá seis parcelas de R$ 8.525,00 até julho de 2022 e terá de realizar dois Campeonatos Estaduais Loterias Caixa.



A federação organiza, já no dia  29 de janeiro, na pista de atletismo de Deodoro (CTDEO), o 1º Torneio FERAt de Atletismo Adulto, das 8 às 12 horas, em etapa única. Um 'ensaio' para os Estaduais Loterias Caixa, comenta Robson Maia, acrescentando que saiu da reunião de assinatura muito feliz e emocionado pelo fato de ver o atletismo do Rio de Janeiro se reconectar com o atletismo brasileiro.



"Realmente estamos muito felizes - falo em nome de toda a comunidade do Rio - por esse reconhecimento e a retomada das competições, o que era uma ansiedade de todos os clubes filiados", disse Robson, observando que as seleções brasileiras sempre tiveram atletas do Rio em suas composições. "São atletas fluminenses, mas que buscaram espaço em clubes de outros Estados", observou. Com a retomada do atletismo no Estado, acredita que atletas consagrados poderão retornar aos clubes do Rio, bem como o Estado poderá formar novos atletas.



O Conselho de Administração da CBAt aprovou a filiação da FERAt no dia 6 de dezembro de 2021, por unanimidade. A FARJ continua a existir, mas fora do sistema confederativo. O Conselho aprovou o desligamento tácito da entidade porque há mais de dois anos não está em pleno exercício no gozo de seus direitos, conforme prevê o Estatuto da CBAt e a Lei Pelé (Lei 9.615). A FARJ já não tinha presença na Assembleia Geral por não atender os requisitos necessários.



Robson Maia também ressaltou a parceria da FERAt com o CTDEO, que além de ser a sede da federação poderá receber torneios e até treinamentos. A direção da FERAt é formada por Robson Maia, presidente, Jorge Archanjo, vice-presidente,  Nelson Rocha dos Santos, diretor técnico, e Weldon Massi, diretor executivo.



Em sua agenda no Rio de Janeiro, o presidente da CBAt, Wlamir Motta Campos, também cumpriu compromissos no Comitê Olímpico do Brasil (COB), em reunião com o presidente Paulo Wanderley Teixeira. "O COB é um grande parceiro institucional no nosso projeto de transformação do atletismo nacional. Parceria remodelada e ampliada com diálogo e respeito", disse Wlamir. Também participou de reunião com o secretário de Esporte, Lazer e Juventude do Rio, Gutemberg Fonseca. "Com a FERAt e o Governo Federal vamos recolocar o atletismo do Rio no patamar glorioso condizente com a história de seus ídolos." Wlamir ainda agradeceu a Marcelo Magalhães, secretário Especial do Esporte, "pelo apoio ao atletismo nacional".



A NewOn é patrocinadora do atletismo brasileiro para a saúde integral dos atletas e apoio às competições.



As Loterias Caixa são a patrocinadora máster do atletismo brasileiro.