110 M COM BARREIRAS

Rafael Pereira sobre os 110 m com barreiras: 'Está bonito de se ver a prova'

Gabriel, Rafael e Eduardo: três índices para o Mundial (Foto: Wagner Carmo/CBAt)

O barreirista disputa o Troféu Brasil depois de excelente temporada na Europa em preparação ao Mundial do Oregon, nos Estados Unidos, competindo com Eduardo de Deus e Gabriel Constantino

Rio de Janeiro - O mineiro Rafael Pereira (Clã Delfos-MG) disputa os 110 m com barreiras no XLI Troféu Brasil Loterias Caixa Interclubes de Atletismo - a decisão será nesta quinta-feira (23/6), com semifinais às 9:25 e final às 10:45 -, no Estádio Olímpico Nilton Santos, no Rio. Os 110 m com barreiras têm sido uma das provas de excelente nível técnico no Brasil, tanto que os três primeiros colocados do Ranking Brasileiro têm índices para o Mundial de Atletismo do Oregon, Estados Unidos, de 15 a 24 de julho: Rafael Pereira (13.25), Eduardo de Deus (13.27), do CT-Maranhão-MA, e Gabriel Constantino (13.32), do Instituto Correr Bem-RJ.



"O Troféu Brasil será uma excelente competição principalmente para a prova dos 110 m com barreiras. Teremos três atletas com resultados importantes no nível mundial, correndo muito bem. Está bonito de se ver a prova", disse Rafael, que tem a melhor marca entre os três. "A expectativa é grande por parte dos atletas, do público e da comunidade do atletismo. Será uma prova muito bacana de se acompanhar no Troféu Brasil. Tenho grande expectativa, inclusive por conta dessa disputa entre nós", acrescentou Rafael, que retornou ao Brasil na segunda-feira (20/6), após uma excelente temporada de preparação ao Mundial na Europa. 



"Faço um balanço superpositivo da minha temporada na Europa. Alcancei todas as metas que eu tinha estipulado, desde o primeiro meeting na Itália, passando pelo Ibero-Americano e os outros subsequentes. Queria baixar minha melhor marca e consegui fazer isso na última competição e talvez na mais importante delas que é a Diamond League", resumiu Rafael, referindo-se a segunda colocação no Meeting de Paris, França, etapa da Liga Diamante, com 13.25. 



Antes também disputou a etapa de Oslo da Liga Diamante - foi sua estreia no nobre circuito da World Athletics. No norueguês Bislett Games correu 13.37. 



Sua passagem pela Europa incluiu: o Meeting de Savona (ITA), que venceu com 13.36; foi campeão ibero-americano, na Espanha; fez um camping trainning em Portugal; foi terceiro em Montreuil (FRA), com 13.48 (Gabriel Constantino venceu com 13.42); venceu o meeting Orlen Janusz Kusocinski Memorial, do circuito Ouro da WA, na Polônia, com 13.28, marca que era um centésimo acima do seu melhor tempo até então; estreou na Liga Diamante na carreira e foi pódio nas duas provas, bronze em Oslo e prata em Paris. "Fui ao pódio em todas as provas que corri na Europa", reforçou.



"Essa temporada serviu como ótima preparação para eu chegar com uma postura muito boa para o Mundial - meu grande objetivo é avançar para as finais e brigar por uma medalha. Vi que tenho condições para isso", concluiu Rafael.



SERVIÇO - Os fãs do atletismo poderão acompanhar as disputas do Troféu Brasil Loterias Caixa pela internet ou no estádio. A competição terá transmissão ao vivo pelo Canal Olímpico, plataforma streaming da NSports. ASSISTA AQUI



O evento terá a narração de Milla Garcia, com vários comentaristas se revezando todos os dias. Nesta quarta-feira, por exemplo, Bruno Lins acompanhará as provas da manhã e Rosangela Santos as da tarde. Ambos são medalhistas de bronze no revezamento 4x100 m em Pequim-2008. Na quinta-feira (23/5), os comentários serão feitos por Keila Costa, recordista brasileiro do salto triplo, e, no dia seguinte, por Thaissa Presti, bronze no 4x100 m em Pequim. No sábado, no encerramento da competição, o público poderá acompanhar os comentários de Mauro Vinícius “Duda” da Silva, bicampeão mundial indoor no salto em distância.



O acesso ao Estádio Olímpico Nilton Santos é gratuito. O público poderá utilizar as arquibancadas do anel inferior com entrada pelo Portão Sul (Rua Arquias Cordeiro – Rampa da Ferrovia).



O meio mais fácil de chegar é pelos trens da Supervia - Linha Deodoro a partir da Estação Central do Brasil, onde também é realizada a conexão com o sistema de metrô do Rio de Janeiro. Também há linhas de ônibus que atendem a região. O estacionamento do Estádio não funcionará.



Informações como programa horário, como chegar ao Estádio e o histórico da competição, que teve a sua primeira edição em 1945, em São Paulo, podem ser encontradas no minissite do Troféu Brasil. CLIQUE AQUI 



A competição tem apoio do Comitê Brasileiro de Clubes (CBC), que desenvolve o programa de formação de atletas juntamente aos clubes integrados e ENADS VEJA AQUI.



A Prevent Senior Sports é patrocinadora do atletismo brasileiro para a entidade gestora do esporte e os atletas brasileiros, visando a saúde integral dos indivíduos e apoio às competições.