TORCIDA

Paulo André vê a final dos 100 m do Troféu Brasil

Paulo André e os velocistas da final do Troféu Brasil (Foto: Wagner Carmo/CBAt)

O atleta, que é pentacampeão brasileiro, acompanhou a vitória de Felipe Bardi, da mesma geração que ele, e entrou na pista para comemorar e fazer uma foto com os colegas velocistas

Rio de Janeiro - O velocista Paulo André Camilo de Oliveira, campeão mundial com o revezamento 4x100 m no Mundial de Yokohama, Japão, em 2019, e pentacampeão nacional nos 100 m rasos, compareceu ao Estádio Olímpico Nilton Santos nesta quarta-feira (22/6) para ver a final da prova mais veloz do atletismo. Comemorou o índice de Rodrigo Nascimento (CT Maranhão) para o Mundial do Oregon (EUA) e a vitória de Felipe Bardi (Sesi-SP) com 10.13. Rodrigo ficou em segundo, também com 10.13.



Paulo André, de 23 anos, que ficou famoso ao participar do programa Big Brother Brasil - foi o segundo colocado - veio ao Troféu Brasil para ver os 100 m, rever os amigos, e curtir o clima do Estádio Olímpico Nilton Santos onde correu o Ibero-Americano de 2016. "Corri nessa pista no evento teste para a Olimpíada", lembrou, fazendo fotos tendo como cenário a pista e o estádio. "Bate saudades. Sou pentacampeão do Troféu Brasil e estar aqui na competição... bate muita saudades", disse PA, como é conhecido, referindo-se as disputas do Troféu Brasil. 



"Eu desejei boa sorte, sucesso, as marcas tem de ser quebradas mesmo", sobre o índice dos 100 m feito por Rodrigo Nascimento para o Mundial. "Sempre falei que nossa safra é uma das melhores e o mais importante é a gente correr bem". Disse que planeja voltar aos poucos "respeitando o corpo". "Agora estou mais tranquilo do que nunca."



SERVIÇO - Os fãs do atletismo poderão acompanhar as disputas do Troféu Brasil Loterias Caixa pela internet ou no estádio até sábado (25/6). A competição terá transmissão ao vivo pelo Canal Olímpico, plataforma streaming da NSports. ASSISTA AQUI



O evento tem a narração de Milla Garcia, com vários comentaristas se revezando todos os dias.  Na quinta-feira (23/5), os comentários serão feitos por Keila Costa, recordista brasileiro do salto triplo, e, no dia seguinte, por Thaissa Presti, bronze no 4x100 m em Pequim. No sábado, no encerramento da competição, o público poderá acompanhar os comentários de Mauro Vinícius “Duda” da Silva, bicampeão mundial indoor no salto em distância.



O acesso ao Estádio Olímpico Nilton Santos é gratuito. O público pode utilizar as arquibancadas do anel inferior com entrada pelo Portão Sul (Rua Arquias Cordeiro – Rampa da Ferrovia).



O meio mais fácil de chegar é pelos trens da Supervia - Linha Deodoro a partir da Estação Central do Brasil, onde também é realizada a conexão com o sistema de metrô do Rio de Janeiro. Também há linhas de ônibus que atendem a região. O estacionamento do Estádio não funcionará.



Informações como programa horário, como chegar ao Estádio e o histórico da competição, que teve a sua primeira edição em 1945, em São Paulo, podem ser encontradas no minissite do Troféu Brasil. VEJA AQUI 



A competição tem apoio do Comitê Brasileiro de Clubes (CBC), que desenvolve o programa de formação de atletas juntamente aos clubes integrados e ENADS CLIQUE AQUI (VEJA AQUI/).



A Prevent Senior Sports é patrocinadora do atletismo brasileiro para a entidade gestora do esporte e os atletas brasileiros, visando a saúde integral dos indivíduos e apoio às competições.