CROSS COUNTRY

Brasileiros brilham nos 10 Km do Sul-Americano de Cross Country

Fábio Jesus Correia, o campeão dos 10 km (Foto: Wagner Sidney Silva)

O baiano Fábio Jesus Correia e a paraibana Maria Lucineida Moreira levaram as medalhas de ouro da competição, que reuniu atletas de cinco países, e garantiram participação no Campeonato Mundial de Bathurst, na Austrália, dia 18 de fevereiro

Poços de Caldas - Os brasileiros Fábio Jesus Correia (São Paulo/Kiatleta-SP) e Maria Lucineida Moreira (AAPD-PE) conquistaram os títulos da categoria adulta do Campeonato Sul-Americano de Cross Country, disputado na manhã deste domingo (22/1), num circuito totalmente gramado, no Parque Ecológico Jardim Esperança, bem próximo do aeroporto municipal de Poços de Caldas (MG). Com as vitórias, os dois garantiram participação no Campeonato Mundial de Bathurst, na Austrália, no dia 18 de fevereiro.



Fábio e Lucineida correram muito bem os 10 km – cinco voltas no circuito de 2 km – e como campeões continentais eles terão viagem e hospedagem na Austrália totalmente bancadas pela World Athletics (WA).



Brasileiro mais bem colocado na São Silvestre (4º), no dia 31 de dezembro, em São Paulo, e na Corrida de Reis (3º), no dia 15 de janeiro, entre Várzea Grande e Cuiabá (MT), Fábio vive desde o início do início do ano exclusivamente do atletismo. Ele foi contratado oficialmente como atleta do São Paulo/Kiatleta e deixou o trabalho de coletor de lixo na Ecourbis.



“Estou muito feliz por ter alcançado o meu objetivo de garantir a participação no Mundial. A competição daqui não foi fácil. O circuito, mesmo plano, está muito pesado, com a grama molhada. Outra coisa senti um pouco a altitude de mais de 1.200 metros. O ar parecia não satisfazer. Entrei para fazer um ritmo mais forte, mas não deu”, disse o atleta, que liderou as cinco voltas. Na temporada, Fábio quer buscar índice para o Mundial de Budapeste, na Hungria, em agosto, nos 10.000 m, e também assegurar participação nos Jogos Pan-Americanos de Santiago, no Chile, em outubro.



Treinado por Elvis Conceição de Santana desde o início da carreira em São Paulo, há quatro anos, Fábio, que se dedica mais às provas de pista, tem se mostrado em evolução constante. “O Fábio é um atleta de grande potencial, pode correr os 10.000 m em menos de 28 minutos. Ele quando se mudou da Bahia para São Paulo fez três testes e foi reprovado. No São Paulo, ele entrou no grupo de iniciação e tem evoluído depois de começou a correr de tênis - antes corria descalço na cidade de Monte Santo, onde nasceu”, contou Elvis.



Fábio Jesus Correia completou o percurso em 33:42, seguido do chileno Diego Uribe (34:05), e do colombiano Franklin Reney Tellez Rodriguez (34:12).



No feminino, Maria Lucineida fez uma corrida conservadora nos três primeiros quilômetros. Depois partiu com tudo para completar a distância em 39:30. A colombiana Laura Gerardin Cusaria levou a medalha de prata, com 40:05, seguida de Jéssica Ladeira Soares (FECAM/ASSERCAM-PR), com 40:09.



Com o resultado, a atleta paraibana de 21 anos conquistou o bicampeonato sul-americano – foi campeã também em 2022 em Serra (ES). Lucineida, assim como Fábio, está buscando um novo patamar no esporte. A fundista está de mudança de Pesqueira (PE) para Bragança Paulista (SP), onde treinará presencialmente com Clodoaldo Lopes do Carmo - vai ser registrada, nas próximas semanas, pelo EC Pinheiros.



Nesta segunda-feira (23/1), a atleta segue para o seu primeiro camping de treinamento em altitude, na cidade colombiana de Paipa. “Tudo que está acontecendo comigo é por graças de Deus. Depois do cross vou focar nos 5.000 m e nos 10.000 m em pista, pensando no Mundial de Budapeste, no Sul-Americano de São Paulo e nos Jogos Pan-Americanos de Santiago”, afirmou.



As duas primeiras provas da competição foram disputadas com temperaturas agradáveis (17º no masculino e 21º no feminino), com a umidade relativa do ar acima de 90% e com participação de corredores da Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, além do Brasil.



Único com delegação completa, o Brasil foi campeão por equipes no masculino, com 19 pontos, e no feminino, com 16.



Na sequência, a organização realizou a cerimônia de abertura e a prova masculina e feminina de 6 km para atletas não federados, que reuniu 57 participantes, sendo 40 homens e 17 mulheres.



O Campeonato Sul-Americano de Cross Country é um evento da Atletismo Sul-Americano, com realização da CBAt e apoio da Prefeitura Municipal de Poços de Caldas e da Federação Mineira de Atletismo.



Mais informações, como resultados completos, lista de participantes e manual técnico, podem ser obtidas no minissite da CBAt - CLIQUE AQUI



A Prevent Senior NewOn é patrocinadora do atletismo brasileiro oferecendo medicina esportiva de precisão e estilo de vida para os que se ligam no esporte e apoio às competições.



As Loterias Caixa são a patrocinadora máster do atletismo brasileiro.